Pensamentos.

[Pois ter um sonho é como um filho teu: ou você cria ou é mais um no mundo – Trevisan]

Tempo é o único espaço que separa todos nós.

E como sobra tanto tempo nessa noite, ocupo lembrando coisas, das pessoas que passaram, das que ficaram, das que ainda podem ser…
Lembro de tempos atrás, e as vezes tento imaginar o que teria acontecido se tivesse agido diferente,escolhido outras opções.

Coisa sem futuro, imaginar o porvir de um passado também inventado.

Mas imagino só por brincar. Por lembrar os outros tempos, por sobrar tempo.
E sobre os tempos que virão: são o fazer e o querer do hoje.

E o quanto cabe sonhar? Tem quanto de espaço? O quanto cabe aí? Acabo por pensar que, talvez o que será, eu mais sei lá do que sei aqui.
Tem vezes que nem o papel, nem lápis, nem letra, nem som, conseguem ajudar a gente a tornar concreto aquilo que sente.
Às vezes a gente inventa tão bem, que nós mesmos acreditamos. Fazemos a própria sorte e alegria. Criamos chuva e sol pra cada dia.
Tem vezes e tem vazios. Tem coração em pedaços e tem sorriso que é feito cola. Tem gente que acha que a vida é prisão – outros, escola.
Tem necessidade. Tem mentira casando com verdade. Fingimento que vira fato. Esperança que é pedra no sapato e tropeço que nos joga pro alto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s