Uncategorized

De Fé.

Enquanto vida parece uma enorme caixa de areia
e cada passo é um desafio sem igual.
Enquanto o céu fecha cada vez mais e o sofrimento sangra os olhos.
Enquanto a alegria parece um privilégio de poucos,
só mais um produto muito caro no mercado mantido por ninguém sabe quem,
e a dor é distribuída feito panfleto em época de eleição.
Enquanto parece não ter sentido continuar,
e a possibilidade de mudança se esvanece nas mãos.
Enquanto lágrimas lavam calçadas,
escorrendo pelas ruas, lustrando os carros importados que por nela desfilam.

Alguns se importam.
Alguns choram.
Alguns mantem o olhar firme.
Alguns se reúnem pra cantar, mesmo em rumo ao sacrífico eminente.
Alguns demonstram coragem.

Que sejamos nós a chorar, a se importar, a se manter firme.
Que sejam as nossas vozes que carreguem a transformação
e o desarme de todos os corações.
Que sejam as nossas bocas a pronunciar ‘amor’.


Sobre Sonhos.

[Did you ever burn Avalon? – Pure Reason Revolution]

De tanto viver os sonhos, quando estes se tornam pesadelos me afetam mais do que deveriam.
Penso no propósito desse conjunto de imagens que se apresenta à minha mente durante o sono.
Sou eu impondo a mim mesmo as situações que, quando acordado, de certo não saberia lidar?

“O conteúdo onírico é de suma importância para a compreensão do inconsciente de quem o produz.”

Seria então uma ferramenta da psique para busca de um equilíbrio,
por meio dessas exposições e experiências ?
Seria a dita “sombra”, segundo Jung,
que permeia e satura os campos do meu mundo não desperto?

Embate sombra e ego
– Eu, contra eu mesmo.

A batalha é interior. No abismo e na calma de cada um.
“Se queres paz, te prepara para guerra.”
“Luz” – pediu o poeta.

(Lennon Uriel)


Sou mais quando Somos.

Se algum dia ‘cê quiser viajar por aí
e a passagem ser só de ida,
quero estar nem que seja na bagagem –
porque já não nos cabe mais despedidas.
Quero estar – nem que seja pra ficar no canto,
e que meu canto seja só na hora de você deitar.

E já nem procuro mais tantas razões pra justificar o meu querer.
Porque completo mesmo é quando somos
sou é tão pouco que nem me contento mais.

Mais Sou Eu quando Somos Nós.
Mais Estou quando Estamos.

Porque pra sempre quero poder cantar:
– Por onde for quero ser seu par.

(Lennon Uriel)